14 de jan de 2012

Imagem weheartit.com

Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.


4 comentários:

  1. Ótimo pensamento!

    Talvez uma das maiores inquietações humanas é querer entender e saber a resposta de tudo, talvez seja por isso que existem tantas teorias sem fundamentos. Porém é interessante perceber que muitas vezes o não entender é mais prazeroso do que o entender, e que mais vale um não entender do que um entender de qualquer forma.

    Abração Carol! Ótima postagem!

    david-m-m.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo blog!!!Passando para conhecer e seguir as amigas do Blogueiras Unidas que também participo!!Bjsss
    http://rumoslibertadores.blogspot.com – 494

    http://zildasantiago.blogspot.com - 493
    http:carinhossorteiosetcetal.blogspot.com – 955

    ResponderExcluir
  4. Ola!
    Faço parte do Blogueiras Unidas e vim aqui te visitar...
    Meu numero é o 908. Seu blog está muito lindoo!!
    Já estou te seguindo...
    Espero sua visitinha no meu blog! Ficarei muito feliz em te receber lá!

    Passa lá e segue tb??
    http://lucasartedigital.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pela atenção.