7 de abr de 2012



Imagem weheartit


Em uma pequena cidade da China moravam dois meninos, separados apenas por um enorme muro de um lado um garoto rico que sempre tentava imaginar o que tinha do outro lado, e de outro lado um garoto pobre que vivia tentando pular esse muro.
Os anos se passaram e os dois só pensavam no que tinha do outro lado. Um dia de ação de graças um senhor que vivia sempre na casa de todos resolveu mostrar para os garotos cada lado do muro, o menino rico ficou espantado com a pobre casa que tinha do lado de sua casa, mais graças ao muro não via, enquanto o garoto pobre ficou lisongeado em descobrir uma enorme casa atrás do muro. Com o tempo os dois foram crescendo e se encrencando, 20 anos depois o mesmo senhor que vivia todo o crescimento deles e as brigas, resolveu fazer uma aposta com eles, para ver se, se entendiam.
Colocou os deois de frente e disse:
- Hoje vocês são homens e ainda brigam por minimos detalhes ja esta na hora de se entenderem, então vou fazer a seguinte proposta vou soltar os dois no meio do deserto aquele que consegui chegar primeiro na cidade vai ganhar uma corrente de ouro.
Os dois homens aceitaram o desafio e partiram para o deserto, no meio do caminho as discurções continuavam um tentava ser sempre melhor do que o outro. O rico achava que era melhor pelo fato de ter uma grande poupança no banco, e o pobre achava melhor pelo fato de ter sempre grandes ideias, e dizia que iria vencer esse desafio.
Depois de soltos em 5 horas o rico ja estava na cidade tinha conseguido um elecoptero para ir buscar ele, o pobre ranzinza continuo no deserto, com o tempo ele foi criando coisas e foi conseguindo se virar no deserto depois de 5 anos conseguiu chegar na cidade, mais os dois não sabiam que estavam sendo vigiados e nem se quer sabiam que o maior tesouro que poderiam ter era a amizade. 5 anos e o senhor os reuniu, os dois ainda descutiam e o senhor disse:
- vocês ainda não aprenderam, vou propor outro desafio vou soltar vocês novamente no deserto, recolheu, celulares, tablets, livros, ferros, tudo que tinha levado da outra vez.
Mais os dois ja estavam ficando brabos com isso, o rico pensava sera que a cada 5 anos vou parar no deserto, e o pobre se recusava em conversar com ele, pelo fato dos dois sempre brigar.
Com o tempo o rico chego mais cedo na cidade, e o pobre continuo na luta, ja na cidade reseberam a noticia que o senhor tinha falecido, magoados os dois se abraçaram, semanas depois o juiz chamou os dois para pegar a corrente de ouro que o senhor tinha deixado para eles, era uma linda caixa vermelha coberta por fitas.
Os dois foram brigando para ver com quem ia ficar, pois ele sempre dizia que era apenas uma corrente, ao abrir a caixa viram que a corrente não era de ouro, nem prata e muito menos de lata, era um papel enrolado pintado de dourado com a seguinte frase.

O tempo passa, o dinheiro pode acabar, seus esforços podem dar em nada, mais nada supera a amizade, e a curiosidade, enquanto crianças viviam sempre a descobrir o que tinha atrás do muro, e quando descobriram nunca tentaram se conhecer.
Eu poderia deixar muitos ouros pra vocês ou muitas ideias, mais deixei uma carta, e nesse exato momento sei que estão rindo, pois os dois tenataram tanto pegar essa tal corrente, e está ai na frente de vocês, essa é uma corrente de amizades.

Autora: Carol Machado

Um comentário:

  1. Olá! vim retribuir a visita e já estou te seguindo!
    bjs

    Dani Larri
    http://danilarrifotografia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela atenção.